- PUBLICIDADE -

São Petersburgo

Houve emoção em uma partida não muito bonita de se ver. Como já esperado, a Suécia impôs forte marcação e conseguiu sair de campo sem ser vazada pela terceira vez na Copa, em quatro partidas. Isso, porém, só significou uma vitória por 1 a 0 graças a Emil Forsberg, o craque da equipe. Sem ser brilhante, levou o time à frente com habilidade nos contra-ataques e foi quem teve a coragem – que às vezes faltou a alguns jogadores – para arriscar um chute quando o espaço apareceu. Aos 20 minutos do segundo tempo, Forsberg contou com desvio de Akanji para sair para o abraço e colocar a Suécia nas quartas de final, o que não acontecia há 24 anos, na Copa de 1994.

- PUBLICIDADE -

A Suíça buscou o empate, já no desespero, mas não foi capaz de transpor a sólida barreira sueca. Poderia ter rendido mais e volta para a casa sem passar das oitavas de final, fato que aconteceu pela última vez no distante Mundial de 1954. A Suécia agora aguarda o adversário das quartas, que sairá do jogo Colômbia x Inglaterra, que fecha as oitavas logo mais, às 15h (de Brasília).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.