- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Antes da partida diante do Brasil de Pelotas, na terça-feira, o Criciúma ostentava uma invencibilidade de sete jogos e uma situação tida como tranquila na tabela de classificação da Série B. A derrota para o Xavante mudou o cenário. Em duas partidas disputadas em casa – Oeste e o próprio Brasil – o Tigre garantiu apenas um ponto, não marcou gols e voltou a ser aterrorizado pelo fantasma do rebaixamento.

A situação só não se agravou mais devido ao empate entre Paysandu e CRB, que manteve ambos os times lutando contra a última vaga que leva ao rebaixamento. O time treinado por Mazola Júnior ainda tem oito pontos a mais do que o time alagoano – o primeiro fora da zona de rebaixamento – mas pode ser ultrapassado por Oeste e São Bento que ainda jogam na rodada.

Os próximos dois compromissos do Tricolor Carvoeiro são longe do Majestoso: no dia 19 diante do São Bento, em Sorocaba, e no dia 27 no clássico diante do Figueirense, na Capital. Fora de casa, o Criciúma somou apenas 15 pontos na Série B, mas, na última partida, conquistou os três pontos diante do Boa Esporte por 2 a 1.

O time treinado por Mazola Júnior segue em busca dos 45 pontos – o “número mágico” tido como ideal para que o time não seja rebaixado para a Série C em 2019. “Faltam sete jogos ainda. Agora, serão duas partidas duríssimas fora de casa e ainda bem que teremos quase 15 dias para trabalhar. Vamos dar uma recuperada na parte física e emocional do pessoal para que a gente faça os pontos que perdemos aqui”, comentou o técnico Mazola Júnior, ainda depois do jogo de terça-feira.

O grupo de jogadores do Criciúma se reapresenta somente na tarde de sexta-feira, após dois dias de folga. Luiz, Zé Carlos, Élvis, Andrew e Jacy Maranhão seguem se recuperando de lesões. Eles podem voltar a ficar à disposição do treinador no decorrer dos trabalhos antes do jogo diante do São Bento. Retornos certos serão Vitor Feijão e Alex Maranhão que cumpriram suspensão diante do Brasil de Pelotas.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.