- PUBLICIDADE -

Criciúma

Os 19 municípios que participam do Projeto Anjos do Futsal, realizado pela Anjo Tintas, Unesc e prefeituras da região, receberam uniformes e materiais para as atividades do ano. Foram entregues 1.020 kits com camiseta, calção e meia, para cada um dos alunos atletas (10 aos 14 anos) do projeto e abrigos, camiseta e bermuda de passeio para os 35 professores do Anjos do Futsal, além de medalhas para os campeonatos internos que cada núcleo realizar.

- PUBLICIDADE -

O Projeto Anjos do Futsal foi implementado em abril de 2001. Atualmente conta 23 núcleos em Criciúma, Forquilhinha, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Rincão, Cocal do Sul, Ermo, Içara, Lauro Müller, Meleiro, Morro da Fumaça, Nova Veneza, Orleans, Praia Grande, São João do Sul, Sombrio, Treviso, Turvo e Urussanga.

Segundo o coordenador do projeto, Jean Reis, o projeto tem o objetivo de afastar crianças e adolescentes da violência e das drogas, ensinar as técnicas do futebol de salão, incentivar a prática desse esporte e colaborar na formação dos cidadãos. “Entregamos os uniformes já com o projeto em andamento porque esperamos o boletim escolar. Eles precisam ter um bom rendimento para fazer parte. Estamos incentivando a prática de esportes mas também a responsabilidade, organização e respeito”, afirma.

Para o secretário Educação, Cultura, Esporte e Turismo de Ermo, Maicon Emerin, o projeto traz integração, colabora para a que os garotos socializem entre si e com participantes de outros municípios e aprendam lições importantes para a vida.

Festival

O Festival Anjos do Futsal, que envolve todos os núcleos em uma competição nas categorias Sub-11, Sub-13 e Sub-14, já tem data marcada. Ocorre nos dias 26 e 27 de maio, no Ginásio da Unesc.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.