- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Lages

- PUBLICIDADE -

Mesmo com o time ainda na zona de rebaixamento do Campeonato Catarinense, o técnico Grizzo acredita que o empate do Criciúma diante do Inter de Lages foi aceitável. Ele crê que o resultado não é suficiente, mas, pelas circunstâncias do jogo, ficou de bom tamanho. “Tivemos a felicidade de empatar o jogo. Sei que o empate ainda não é o suficiente para o Criciúma, mas, pelas circunstâncias de hoje, foi um resultado aceitável. Nós tivemos que mexer conforme as circunstâncias. Não temos ainda peças para virar um jogo. Tivemos que improvisar e, se eu pudesse mexer mais uma vez, colocaria o Eltinho no lugar do Jean. É aquela história do cobertor curto, mas eu acredito que evoluímos no segundo tempo e merecemos o empate”, explicou.

Grizzo acredita que o primeiro tempo não foi bom e pensa que o time está levando gols na “hora errada”. “Nós não fizemos um primeiro tempo bom, pelo contrário: foi muito abaixo da qualidade do Criciúma. Ou, pelo menos, abaixo do que a gente esperava. Nós optamos por sair com o mesmo esquema que enfrentamos o São Caetano, mas não deu certo porque tivemos quatro peças diferentes. O esquema era o mesmo, mas nós tínhamos que jogar um pouco mais. Com simplicidade, sim, mas não tão abaixo. No segundo tempo, melhoramos: adiantamos, marcamos pressão e o giro foi mais rápido com toque de bola. Quando empatamos, estávamos melhor e tomamos o gol, de novo, assim como foi contra o Brusque. Nós estamos tomando gols na hora errada, como foi em São Caetano. Isso prejudica uma equipe em formação”, pontuou.

O meia Alex Maranhão não rendeu o esperado e deve perder mais espaço entre os jogadores do Criciúma. “O Alex Maranhão não deu a intensidade que nós esperávamos. Ele vinha sendo titular e nós apostamos nele, agora vamos ver como vai ser. A culpa não foi só dele”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.