Definidas as semifinais da Copa do Mundo

Inglaterra e Croácia conquistaram a vaga neste sábado e se enfrentam na segunda-feira para ver quem avança às finais da competição

- PUBLICIDADE -

Os últimos semifinalistas da Copa do Mundo na Rússia foram definidos neste sábado. Inglaterra e Croácia se enfrentam na quinta-feira, às 15h, em Moscou em busca de uma vaga na final da competição. No outro lado da chave, os semifinalistas são França e Bélgica.

 

- PUBLICIDADE -

Croácia passa de fase nos pênaltis

 

A Croácia venceu a Rússia nos pênaltis após uma partida difícil, com gols no tempo normal e na prorrogação. A Croácia volta às semifinais de uma Copa do Mundo após 20 anos e tentará, contra a Inglaterra, chegar à sua primeira final de Copa do Mundo.

 

Kramaric e Vida fizeram os gols da Croácia com a bola rolando. Nas cobranças de pênaltis, o goleiro Subasic fez uma defesa e o brasileiro naturalizado russo, Mário Fernandes, perdeu sua cobrança. Fernandes havia marcado o gol que garantiu o 2 x 2 na prorrogação e levou a disputa para as penalidades.

 

Apesar de tecnicamente pobre, o jogo teve muita emoção, sobretudo na reta final. A Croácia teve a bola e as iniciativas ofensivas na maior parte do jogo, mas a Rússia mostrou raça e determinação tanto para se defender, quanto para atacar. A torcida russa sentiu o gosto da semifinal algumas vezes durante a partida. Sua seleção terminou eliminada, mas aplaudida pelos russos em Sochi, orgulhosos de um time que foi muito além do que se esperava.

 

Inglaterra vence e convence contra a Suécia

 

A Inglaterra venceu a Suécia por 2 a 0 e é mais um time garantido nas semifinais da Copa do Mundo. O English Team volta a uma fase semifinal de Copa após 28 anos. A última vez que havia ficado entre os quatro melhores times da competição tinha sido em 1990, na Itália. O time cresce na competição na hora certa. Fez uma partida sólida, com boa presença de ataque e sendo efetivo nas jogadas aéreas. Os dois gols do jogo, de Maguire e Dele Alli, foram de cabeça.

 

A Suécia volta para casa após uma campanha positiva. Terminou em primeiro do seu grupo e foi melhor que a Suíça, time que superou nas oitavas de final. Mas hoje não fez uma boa partida. Esbarrou num bom sistema defensivo, que deu poucas oportunidades para seus atacantes. E quando conseguia finalizar com perigo, a Suécia parava no goleiro Pickford, um dos nomes do jogo.

 

Fonte: Agência Brasil

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Redação DN Sul
Em: Moscou-RUS

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.