- PUBLICIDADE -

Criciúma

O projeto Anjos do Futsal entra no 17º ano de atividade e os coordenadores estão visitando as prefeituras parceiras para renovar o contrato e continuar a apoiar o projeto e todas as 13 visitadas até agora continuam parceiras neste ano de 2018. Os municípios são Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Cocal do Sul, Ermo, Meleiro, Morro da Fumaça, Orleans, Praia Grande, São João do Sul, Sombrio, Treviso, Turvo e Urussanga.

- PUBLICIDADE -

Para o Gerente Municipal de Esportes de Sombrio, Fernando Luiz Ferreira, o município está entrando no quinto ano de parceria e desde o início só encontrou pontos positivos. “O desenvolvimento dos trabalhos, a assessoria prestada pela coordenação do Anjos do Futsal, o aprendizado que os garotos recebem nos treinos, entre outros, somam para decidirmos continuar parceiros”, destaca. Ferreira acrescenta que como Sombrio tem um trabalho de futsal com garotos de até 17 anos que participam de competições regionais, o trabalho do Anjos do Futsal é muito importante para dar a base no esporte para garotos desde os 11 anos até 14 anos “é uma forma de preparar os atletas para o rendimento”, esclarece.

O Coordenador Técnico do Anjos do Futsal, Jean Reis, conta que a aceitação em continuar parceiro foi imediata em todos visitados e ter os municípios apoiando o projeto é de fundamental importância. “As prefeituras disponibilizam professor para cada núcleo e também o transporte para as competições fora do município, colaborando com o desenvolvimento do trabalho”, destaca.

O objetivo deste projeto social é afastar crianças e adolescentes da violência e das drogas, ensinar as técnicas do futebol de salão, incentivar a prática desse esporte e colaborar na formação dos cidadãos. Cada um dos municípios parceiros renovados até agora terá um núcleo com 40 garotos de 11 a 14 anos. Ao todo são 23 núcleos divididos em 19 municípios. Ainda falta visitar cinco municípios para renovar parceria e fechar uma nova com outra cidade interessada

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.