Içara: Mais de 30 professores serão premiados no Caneta de Ouro

Educadores serão condecorados no dia 27 de novembro, no Rhois, por práticas que melhoram o processo de ensino

Foto: Divulgação/Prefeitura de Içara
- PUBLICIDADE -

Içara

Os projetos vencedores da Escola Paulo Rizzieri, no bairro Boa Vista, já foram conhecidos. As duas iniciativas integrarão o roll das 34 eleitas como melhores práticas da Rede Municipal de Ensino de Içara, que serão reconhecidas com o Prêmio Caneta de Ouro, premiação organizada pela primeira vez pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia de Içara. A iniciativa tem como objetivo reconhecer, divulgar e premiar o trabalho de professores da Rede Municipal que contribuem para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem desenvolvido nas salas de aula.

- PUBLICIDADE -

O primeiro, da categoria ensino fundamental, trata-se do caderno de histórias, coordenado pela professora de História da instituição de ensino, Aretusa Dagostin Feliciano. O segundo, da categoria educação infantil, é da pedagoga Claudiceia Nieto, com o “Aniversário do Senhor Alfabeto”.

Na disciplina de História, a professora trabalhou a produção escrita. “Conforme as aulas iam ocorrendo, percebi que a grande maioria deles tinham dificuldades na escrita. Preguiça porque não gostavam de ler. Senti a necessidade de cobrar um pouquinho mais. Lançamos as temáticas e eles produziam: textos críticos, dissertativos e até histórias em quadrinhos”, contou a professora. “Houve um comprometimento deles, a cada texto se superaram e demonstraram interesse em melhorar. Foi uma experiência muito válida, minha ideia é continuar o projeto com as outras classes”, destacou Aretusa.

Todas as turmas do 6º ao 9º ano foram contempladas com a inciativa da educadora.  Aretusa disputou ao lado dos professores Juliano Peres, de Geografia, que trabalhou o bulliyng, e com a professora de Ciências Regina Oliveira, que organizou uma feira com temáticas voltadas à química e física.

Já a pedagoga Claudiceia, vencedora da categoria infantil, conduziu um trabalho por meio do livro, onde foram montadas pastas junto com as famílias dos alunos. A professora confeccionou o boneco de tecido, que, com a roupa cheia de letrinhas, visitou todos os alunos da classe do primeiro ano. “Trabalhamos o alfabeto de forma lúdica. Cada criança que levou o “Seu Alfabeto” para casa chegava na sala e relatava a visita. Eles desenharam junto com os pais sobre as letras escolhidas. Muitos pais passearam, andaram de bicicleta e tiraram fotos com o boneco. A partir disso, trabalhamos gêneros textuais, com receitas de bolo, escrita de carta, bilhete, convite, todas envolvendo o personagem”, falou. A turminha ainda fez uma festa de aniversário para o Seu Alfabeto.

Reconhecimento

De acordo com a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Gerusa Bolsoni, o concurso consiste na seleção para a premiação das melhores experiências pedagógicas desenvolvidas em 2018. “Registrar uma experiência, um processo vivido ou mesmo uma conversa entre alunos e professores é uma forma de sistematizar o conhecimento do professor. Assim, além de participar do processo de premiação, os professores desenvolvem um exercício de reflexão sobre a própria prática, o que garante o aprimoramento dos processos de ensino e aprendizagem”, destaca.

“A escolha das iniciativas se deu na escola/CEI com toda a equipe diretiva, juntamente com o quadro de professores, sendo que todos os professores e representantes da equipe diretiva tiveram direito a voto”, explica a coordenadora do Ensino Fundamental, Eliane Magdalena. O evento de premiação ocorre na noite do dia 27 de novembro, no Rhois Centro de Eventos, a partir das 20h.

“Cada experiência selecionada receberá como prêmio o troféu, um certificado de reconhecimento e dois dias de formação na Oikos, que é um espaço acessível, em todos os sentidos, para que os profissionais viabilizem seus projetos, sejam eles planejamento estratégico, pensar sobre o negócio, convivência, formação de equipe, relaxamento e qualidade de vida”, adianta Gerusa.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Içara

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.