- PUBLICIDADE -

Criciúma

Uma dúvida constante para muitos pais ou responsáveis é em relação ao momento certo de uma criança ingressar no ambiente escolar. Em alguns casos, a experiência já começa ainda bebê, por uma necessidade ou escolha da família. Já outros acabam adiando o processo, deixando para pouco antes do ensino regular.

- PUBLICIDADE -

Para especialistas, o momento certo varia conforme cada caso e deve ser avaliado com carinho pelos responsáveis. “O ideal depende de família para família, porque, para a escola, a obrigatoriedade é a partir dos seis anos, quando ingressa no Ensino Fundamental. Muitos pais imaginam que quanto mais cedo, melhor. Mas os estímulos que essa criança vai receber, independente de ser na escola ou em casa, devem ser oferecidos de acordo com a fase de desenvolvimento dela”, explica a psicopedagoga Rosângela Dagostin.

Apesar de não haver uma regra em relação a esse assunto, alguns pontos são considerados essenciais e devem ser observados pelos pais antes de tomarem uma decisão. “Tirando essas diferenças entre uma família e outra, até os dois anos de idade não há uma necessidade de colocar os pequenos na escola. Mas desde que essa criança tenha o amparo de uma família bem estruturada, bem acolhedora, que acompanhe o desenvolvimento dela”, pontua a psicopedagoga.

Confira a reportagem completa no Guia da Educação, publicado no DN desta sexta-feira, 23

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Suelen Bongiolo
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.