Acadêmicos desenvolvem campanhas sobre doenças psicomotoras

Vídeo, aplicativo e cartazes foram algumas das criações apresentadas pelos alunos do curso de Design, da Satc, para a Apae de Criciúma. Trabalhos são voltados a destacar a prevenção dessas doenças

Foto: Divulgação/Satc
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 70% de doenças psicomotoras podem ser evitadas com alguns cuidados antes, durante e depois da gravidez. Diante deste dado, a Apae de Criciúma levou o desafio de divulgar métodos de prevenção para a população com o auxílio dos acadêmicos de Design da Faculdade Satc. A turma topou o desafio e uma série de produtos foram criados para levar a temática à comunidade.

- PUBLICIDADE -

Foram elaborados desde aplicativos a um institucional da Apae. Além disso, cartazes e material de divulgação sobre prevenção também foram feitos pelos alunos da 8ª fase do curso de Design. No app, por exemplo, chamado Dona Cegonha, papais e mamães têm uma relação de exames a serem realizados para acompanhamento do bebê. Além disso, ambos recebem notificações sobre o andamento nas consultas e o desenvolvimento do feto. O objetivo é aumentar a participação dos pais no processo.

“Nós vamos colocar em prática todos os trabalhos apresentados pela qualidade do que nos foi oferecido. Foi realmente surpreendente a forma como estes estudantes entenderam as nossas necessidades, transformando informação em dado útil para a população. Na verdade, eles enxergaram além do problema”, ressaltou a psicóloga da Apae, Carla Fernanda Medeiros Febel.

Conforme o professor da disciplina de Tópico de Design, Eduardo Evangelista, a iniciativa faz parte das metodologias ativas propostas pela Satc. “A ideia foi aplicar o aprendizado adquirido durante todo o curso na busca de soluções para um problema social. Foi realmente muito produtivo”, observou.

A expectativa é que a Apae comece já neste segundo semestre a utilizar os trabalhos dos acadêmicos como material de divulgação e prevenção de doenças psicomotoras. “A nossa diretoria já conheceu todas as sugestões e agora vamos coloca-las realmente em prática”, finalizou a psicóloga da entidade.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.