Criciúma: Prefeitura disponibiliza estrutura para instalação de empresas

Iniciativa deve aumentar a geração de empregos no município e fomentar a economia

Foto: Divulgação/Decom
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Uma área que ultrapassa um hectare, equivalente a aproximadamente dois campos de futebol. Baseada na Lei de Incentivo Fiscal, a Prefeitura de Criciúma está disponibilizando um terreno matriculado com área construída para empresas que desejam se instalar no município.

- PUBLICIDADE -

Localizado no bairro Jardim União (próximo à escola, creche, Unidade Básica de Saúde (UBS), além da recém-inaugurada Praça do CEU), o terreno mede 2.586 metros quadrados, com uma edificação de 2,4 mil metros quadrados distribuída em três pavimentos, anexo à uma área de 7 mil metros quadrados para logística. “A atribuição é possível através da Lei Municipal 4.955/2006, que concede incentivos econômicos e estímulos fiscais para empresas que se estabelecerem no município”, explicou o diretor de Patrimônio, Valmir Luiz.

As empresas que se interessarem pelo imóvel ou desejam mais informações sobre a estrutura podem entrar em contato direto com a Casa do Empreendedor, no Paço Municipal Marcos Rovaris, ou através do telefone (48) 3431-0480.

Na contramão do recesso econômico que vive o país, incentivando empresários a investirem na cidade, Criciúma aponta como um dos municípios que mais gera emprego no estado. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), com 260 vagas, Criciúma é o município que mais gerou empregos no Sul em outubro e está entre os dez em Santa Catarina.

Os setores que tiveram maior número de novas carteiras de trabalho assinadas foram o comércio (175), indústria de transformação (97) e serviços (63). Os números seguem uma estabilidade positiva, pois, em setembro, houve a criação de 350 vagas de emprego. O mesmo ocorreu em julho, com 232 novos postos.

Em 2018, ao todo, a geração de empregos voltou a crescer. Os dados apontam que o município preencheu mais de 1.250 vagas, entre o período de janeiro a outubro deste ano, diferente do que vinha ocorrendo em outros anos. Em 2016, Criciúma fechou o ano com saldo negativo: 1.605 empregos a menos. Já em 2017, a perda de vagas foi menor: 14 a menos. “Estes números nos mostram que estamos em constante evolução. A parceria entre a iniciativa privada e a Administração Municipal vem dando certo e está nos colocando com um dos municípios que mais gera emprego no estado”, comemorou o prefeito Clésio Salvaro.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.