Acidentes de trabalho causam R$ 87 milhões em prejuízo

Número foi registrado no Sul Catarinense, entre 2012 e 2017. Dados são do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, do MPT

Foto: Imagem ilustrativa | Lucas Colombo/DN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

O afastamento de trabalhadores em virtude de acidentes de trabalho gerou um prejuízo de aproximadamente R$ 87 milhões no Sul Catarinense, entre 2012 e 2017. O maior impacto previdenciário foi registrado em Criciúma, cuja perda chegou a R$ 25,4 milhões. Içara, Lauro Müller, Araranguá e Urussanga também apresentaram números expressivos, entre R$ 6 milhões e R$ 8 milhões. Os dados são do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho (MPT).

- PUBLICIDADE -

No total, durante os últimos seis anos, foram 11,3 mil auxílios-doença concedidos para esse tipo de caso nos municípios da região carbonífera e Vale do Araranguá. Segundo os dados do MPT, caso sejam somadas as horas em que essas pessoas ficaram ausentes, os afastamentos geraram aproximadamente 1,8 milhão de dias de trabalho perdidos.

Confira a reportagem completa na edição desta sexta-feira, 6, do jornal Diário de Notícias. 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Suelen Bongiolo
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.