Trabalhadores manifestam contra superlotação no Hospital São José

Diretor do Sindisaúde afirma que recebeu um vídeo denúncia onde havia 75 pacientes internados onde o máximo permitido é 25

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Os trabalhadores do Hospital São José (HSJ), de Criciúma, manifestam, na tarde desta terça-feira, 24, em frente ao Pronto Socorro (PS) da instituição. De acordo com diretor do Sindicato dos Trabalhadores dos Estabelecimentos de Saúde (Sindisaúde) Cleber Ricardo da Silva Cândido, um acompanhante de paciente os encaminhou um vídeo em que grava a superlotação do PS do HSJ, o que segundo ele atrapalha o trabalho dos servidores, que são poucos.

“Há muitos pacientes e poucos trabalhadores. Na denúncia que recebemos havia 75 pacientes internados quando o limite é 25. Esta é uma realidade constante”, revela Cândido.

- PUBLICIDADE -

O diretor destaca que um ofício assinado pelo Sindisaúde já pediu para visitar o hospital e ver a situação para buscar uma solução, contudo, a entrada é negada.

Irmã diretora nega informação

De acordo com a diretora geral do HSJ, irmã Líbera Mezzari, a informação é uma inverdade. A diretora informou que ficou sabendo da manifestação pela reportagem do DN Sul. “Hoje em dia não há mais superlotação. Nosso número de funcionários atende a demanda. Só há excesso de pacientes em momentos inesperados, quando de repente o PS fica cheio, mas trabalhamos para atender a todos”, justifica.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.