Nova Veneza: Santuário de Caravaggio é apresentado em Congresso em Roma

O encontro foi realizado de 27 a 29 de novembro, em Roma, na Itália, e teve por tema “Santuário, porta aberta para a nova evangelização”.

Foto: L'Osservatore Romano
- PUBLICIDADE -

A fé, a devoção e a espiritualidade que permeiam o dia a dia do Santuário Diocesano Nossa Senhora de Caravaggio, em Nova Veneza, fundado há mais de 50 anos na Diocese de Criciúma, chegou aos ouvidos dos membros do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização e para centenas de participantes do 1º Congresso Internacional de Reitores e Agentes de Pastoral dos Santuários. O encontro foi realizado de 27 a 29 de novembro, em Roma, na Itália, e teve por tema “Santuário, porta aberta para a nova evangelização”.

Participou do encontro o seminarista diocesano Giliard Cesconeto Gava, que atualmente estuda na Pontifícia Universidade Lateranense, na capital italiana. “Tivemos o encontro com quase 600 reitores e agentes de pastoral de santuários do mundo inteiro. Foi uma experiência muito positiva este primeiro encontro mundial desde que a competência pelo acompanhamento dos santuários está sob a responsabilidade do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização, cujo presidente é o Monsenhor Dom Rino Fisichella. Tive a oportunidade, junto a outros dez do mundo inteiro, de colocar um pouco a realidade de nosso santuário. Junto aos santuários de Fátima, Guadalupe, Lourdes, nós tivemos também a oportunidade de falar sobre o nosso santuário, sua história, o que é desenvolvido, sobretudo com relação à juventude. Cada relator teve dez minutos, então pude falar, de maneira organizada, sobre a nossa Caminhada Vocacional e também sobre o projeto ‘Contabilizando Saúde’, que é feito em parceria com a Unesc. Um momento muito interessante, como âmbito mundial. Dom Rino Fisichella, ao final de nossa exposição, falou da questão da devoção a Nossa Senhora de Caravaggio, já que ele também é um devoto, pois ele é natural da Lombardia e também ia em peregrinação ao Santuário de Caravaggio aqui, na Itália, e ficou muito contente”, relata o seminarista Giliard.

- PUBLICIDADE -

Seminarista cumprimenta e entrega imagem nas mãos do Papa

No último dia do Congresso, houve a Audiência com o Santo Padre, o Papa Francisco. “Ao Papa, foi entregue a imagem de Nossa Senhora de Caravaggio que veio de nosso Santuário. Ele agradeceu e deu a bênção, como se pode ver na foto: ele abençoa a imagem, como sinal de dizer que abençoa todos os devotos e pessoas que trabalham no santuário”, afirma Gili.

Durante a audiência, Papa Francisco discursou aos participantes presentes na Sala Régia. Entre suas muitas reflexões e orientações, o Sumo Pontífice falou sobre a importância da hospitalidade que deve ser reservada aos peregrinos, da celebração dos sacramentos e dos santuários como lugares privilegiados para se experimentar a misericórdia. “Eu estava esperando por este momento que me permite encontrar muitos representantes dos inúmeros santuários espalhados em todas as regiões do mundo. Quanto precisamos dos Santuários na jornada diária que a Igreja realiza! Eles são o lugar onde o nosso povo se reúne com mais disposição para expressar sua fé, na simplicidade e de acordo com as várias tradições que foram aprendidas desde a infância. De muitas maneiras, nossos Santuários são insubstituíveis, porque mantêm viva a piedade popular, enriquecendo-a com uma formação catequética que sustenta e reforça a fé e nutre ao mesmo tempo o testemunho da caridade”, disse o Papa, conforme a tradução do seminarista Gili.

Locais de piedade mariana

Segundo o Santo Padre, o santuários são, acima de tudo, locais de oração. “A maioria dos nossos santuários é dedicada à piedade mariana. Ali a Virgem Maria abre os braços de seu amor materno para ouvir a oração de todos e atende-la. Os sentimentos que cada peregrino sente, no mais profundo do coração, são aqueles que ele encontra também na Mãe de Deus. Ali ela sorri, oferecendo consolo. Ali ela derrama lágrimas com aqueles que choram. Ali ela apresenta a cada um o Filho de Deus, segurado em seus braços, como o bem mais precioso que toda mãe possui. Ali Maria se torna a companheira de caminhada de toda pessoa que levanta os olhos pedindo uma graça, certa de ser atendida. A Virgem responde a todos com a intensidade de seu olhar, que os artistas souberam pintar, muitas vezes guiados pelas alturas num momento de contemplação”.

Por isso, segundo o Papa, os santuários são chamados a nutrir as orações dos peregrinos. “São muitos os que vêm ao Santuário porque precisam receber uma graça e depois voltam para agradecer por a terem experimentado, muitas vezes por terem recebido força e paz na provação. Esta oração torna os santuários lugares fecundos, para que a piedade do povo seja sempre nutrida e cresça no conhecimento do amor de Deus”.

Ao final de sua explanação, Sua Santidade fez um pedido especial aos conferencistas: “Caros irmãos e irmãs, peço à Mãe de Deus que vos sustente e acompanhe nesta grande responsabilidade pastoral que lhes é confiada. Eu vos abençoo e oro por vocês. E vocês também, por favor, não se esqueçam de orar e pedirem para orar por mim em vossos santuários”.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.