Notas das escolas de samba chegam ao Anhembi com escolta da PM

Apuração será a partir das 16h desta terça-feira, 13, e quesito mestre-sala e porta-bandeira será o primeiro critério de desempate

Envelopes com notas do desfile do Grupo Especial são levados com escolta ao Anhembi (Foto: TV Globo/reprodução)
- PUBLICIDADE -

São Paulo

As notas dos jurados do desfile das escolas de samba do Grupo Especial do carnaval de São Paulo deixaram, por volta das 12h desta terça-feira, 13, o 2º Batalhão de Polícia de Choque da Polícia Militar, na Luz, Centro de São Paulo, rumo ao Sambódromo do Anhembi, escoltadas por policiais.

- PUBLICIDADE -

O carro que levava os envelopes chegou ao sambódromo cerca de 18 minutos depois.

A apuração será realizada a partir das 16h no Sambódromo do Anhembi. O quesito mestre-sala e porta-bandeira será o primeiro critério de desempate.

A ordem da leitura das notas foi definida por sorteio em reunião na tarde desta segunda-feira, 12, promovida pela Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo.

A escola de samba Independente Tricolor perdeu 1,2 ponto por causa de um problema que teve com um dos carros alegóricos, que precisou ser puxado por uma empilhadeira durante o desfile.

Ao todo 14 escolas participaram do desfile do Grupo Especial.

Na noite de sexta-feira, 9, desfilaram, pela ordem, Independente Tricolor, Unidos do Peruche, Acadêmicos do Tucuruvi, Mancha Verde, Acadêmicos do Tatuapé, Rosas de Ouro e Tom Maior.

No sábado, 10, desfilaram X-9 Paulistana, Império de Casa Verde, Mocidade Alegre, Vai-Vai, Gaviões da Fiel, Dragões da Real e Unidos de Vila Maria.

A escola campeã, a vice, a terceira, quarta e quinta colocadas do Grupo Especial vão participar do Desfile das Campeãs na sexta-feira, 16, junto com a campeã e vice do Grupo de Acesso.

As duas últimas colocadas na classificação do Grupo Especial serão rebaixadas. A Acadêmicos do Tucuruvi, que teve um galão com fantasias incendiado em janeiro, não poderá ser rebaixada por decisão da Liga.

Fonte: G1

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.