Lula continua preso

Decisão foi tomada na noite deste domingo, 8, pelo presidente do TRF-4

- PUBLICIDADE -

Porto Alegre (RS)

Depois de um dia inteiro de indefinição judicial, o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, determinou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) continue preso na cela da Polícia Federal em Curitiba. Thompson Flores também decidiu que o processo retorno ao relator do processo da Lava Jato na Corte, desembargador federal João Pedro Gebran Neto.

- PUBLICIDADE -

“Nessa equação, considerando que a matéria ventilada no habeas corpus não desafia análise em regime de plantão judiciário (…) determino o retorno dos autos ao Gabinete do Des. Federal João Pedro Gebran Neto, bem como a manutenção da decisão por ele proferida no evento 17”, destacou Thompson Flores no despacho.

Entenda o que ocorreu

Na manhã de ontem, o desembargador federal plantonista do TRF-4, Rogério Favreto decidiu conceder liberdade a Lula. Ainda na manhã, o juiz Sérgio Moro afirmou que o desembargador plantonista não tinha competência para mandar soltar Lula.

Fraveto manteve sua decisão mesmo com manifestação contrário do Ministério Público Federal e do desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Lava Jato em segunda instância.

A decisão final, então, precisou ser tomada pelo presidente do TRF-4.

Lula está preso desde o dia 7 de abril. Ele foi por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do Triples. Ele é o primeiro ex-presidente do Brasil condenado por crime comum.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.