LDO prevê investimentos na região Sul

Entre as emendas enviadas no texto para sanção está o pedido de construção da Barragem do Rio do Salto e readequações no HRA

Foto: Arquivo/DN
- PUBLICIDADE -

Matheus Reis

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Grandes obras e ações para a região Sul podem receber investimento do Governo do Estado em 2019. Isto porque, pelo menos sete emendas, que beneficiam diretamente a Amrec e Amesc, foram inseridas no Projeto de Lei (PL) 97/2018, de autoria do Poder Executivo. A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) foi aprovada como 27 novas emendas ao texto original, pela Alesc, na quarta-feira, e segue para a sanção do governador Eduardo Pinho Moreira (MDB). As retificações que auxiliam a região foram acrescentadas pelos deputados Valmin Comin e José Milton Scheffer, ambos do Partido Progressista (PP).

Barragem

Um dos pedidos de Comin, por exemplo, é a construção da barragem do Rio do Salto em Timbé do Sul. O local pode ter capacidade para acumular 45 milhões de metros cúbicos de água e servirá para regularizar o regime de vazão dos rios do Salto, Amola Faca, Manuel Alves e Araranguá. Além disso, ela pode garantir o abastecimento de aproximadamente 110 mil pessoas nos municípios de Araranguá, Arroio do Silva, Balneário Gaivotas, Meleiro, Turvo, Morro Grande, Ermo e Jacinto Machado, além das comunidades de Morro Chato e Boa Vista Grande. “Tudo que aquilo que passamos na Amrec, até ser construída a barragem do Rio São Bento, eles passam lá. Além do abastecimento, a barragem pode irrigar 18,4 mil hectares plantados de arroz, beneficiando mais de 1500 propriedades rurais”, estima Comin.

Além desta emenda, o parlamentar destacou a necessidade de investimento na situação fundiária de Santa Catarina. Segundo ele, o Estado criou o Programa de Regularização Fundiária de Santa Catarina (Reurb-SC) que pretende operacionalizar a regularização de mais de 330 mil propriedades. “Só em Criciúma tem mais de 4,5 mil propriedades”, calcula.

Readequação do Hospital Regional

Já José Milton Scheffer elencou entre as necessidades a construção de um novo Fórum em Sombrio, já que o atual está com problemas estruturais; a pavimentação da SC-108, no trecho entre Jacinto Machado e Praia Grande; a readequação do Hospital Regional de Araranguá, já que a rede elétrica não comporta pleno funcionamento de todos os equipamentos utilizados para serviços atualmente; a reforma, manutenção e conservação de barragens; e a construção, também em Araranguá, de um Centro de Inovação, tendo em vista que a cidade é um polo no Extremo Sul.

Leia a matéria completa na página 4 do Jornal Diário de Notícias desta sexta-feira, 13

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.