Indústria retoma crescimento após greve dos caminhoneiros

Os setores que mais cresceram nesse período foram o metalúrgico que registrou uma alta de 27,4% e a fabricação de veículos automotores que apresentou um aumento de 8,7%.

- PUBLICIDADE -

A indústria retomou o crescimento, após a greve dos caminhoneiros autônomos que paralisou as atividades do país por dez dias. Santa Catarina registra a segunda alta consecutiva e acumula o quarto melhor resultado em níveis de produção na comparação com 2018. De janeiro a julho, o índice cresceu 4,6% em relação ao ano passado, segundo dados publicados na última terça-feira, 11, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os setores que mais cresceram nesse período foram o metalúrgico que registrou uma alta de 27,4% e a fabricação de veículos automotores que apresentou um aumento de 8,7%.

O Estado fica atrás do Amazonas, Pará e Pernambuco no período, mas acima da média nacional, de 2,5%. De acordo com o economista do Observatório Social da Federação da Indústria do Estado de Santa Catarina (FIESC), Henrique Reichert, o crescimento apontado na pesquisa é natural e os indicadores mostram uma perspectiva positiva para a economia do Estado. “Em julho registramos um avanço de 1,9% na produção industrial, logo após a greve. Desde 2017, estamos crescendo gradualmente com resultados significativos”, afirma.

- PUBLICIDADE -

Confira a matéria completa na edição do Diário de Notícias de quinta-feira, 13.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.