Forquilhinha pode ter três deputados

Com pouco mais de 19 mil eleitores aptos, pela primeira vez município tem mais nomes em busca de vagas na Alesc e na Câmara Federal

Foto: Lucas Colombo/DN
- PUBLICIDADE -

Matheus Reis

Forquilhinha

- PUBLICIDADE -

Emancipada há 29 anos e com pouco mais de 19 mil eleitores aptos a votarem, Forquilhinha terá pela primeira vez três nomes “de casa” buscando concorrer a vagas como deputado. Por estar entre os pequenos municípios da região, o número se torna representativo. Dois deles almejam a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). Rodrigo Minotto (PDT) e Lei Alexandre (PP) buscam uma vaga de deputado estadual. Já Célio Elias (PT), deseja um lugar como deputado federal.

Processo legítimo

Destes, apenas Minotto concorre à reeleição. Segundo ele, o processo é legítimo e cada pessoa tem este direito, para tanto, cabe ao povo escolher o seu representante, o que acaba enriquecendo o processo eleitoral. “Ao longo destes 29 anos de emancipação, a eleição de um deputado ficou na história. Fiz e faço o maior esforço para representar bem o município e meu objetivo é continuar contribuindo, como nos R$ 5 milhões que já pude viabilizar, e fortalecer nossa terra”, destaca o parlamentar.

Embora o município seja pequeno, o deputado não acredita que a corrida se torne mais difícil por ter outros nomes no páreo. “Cada um tem um foco e um perfil. Por ser pequeno isto pode dividir os votos, contudo, cada um tem que buscar seu espaço, afinal uma coisa é ser candidato pra vencer, outra só pra participar”, acrescenta.

A busca pelo novo

Ao seu favor, Lei Alexandre tem a busca dos eleitores pelo novo. Ele acredita que isto pode favorecê-lo. “De fato cada um tem seu espaço. E busco pela primeira vez o meu na Alesc. O povo quer políticos novos e com bom histórico de resultados”, ressalta. Lei foi vereador por um mandato e prefeito por mais dois, além disso, o ex-prefeito soma experiências como chefe de gabinete, secretário de Administração e Finanças, e de Planejamento e Obras.

Almejando um lugar em Brasília

Célio Elias busca um lugar na Câmara Federal. Sendo assim, de acordo com ele, nem Rodrigo, nem Lei podem tirar seus votos. O vereador acredita nos ganhos que a cidade tem conquistando mais espaço. “A presença destes pré-candidatos fortalecem o município. Mas precisamos lembrar que não precisamos de representação em forma numérica, mas que sim que trabalhe. Números para ocupar cadeiras não representam nada”, avalia.

Alexandre e Elias lançam pré-candidaturas

Na sexta-feira, 15, Lei Alexandre e Célio Elias lançam suas pré-candidaturas

No evento de Alexandre, os deputados federais Jorge Boeira (PP) e Espiridião Amin (PP) estão confirmados. Segundo Alexandre, o momento é de reunir apoiadores.

Elias terá a presença do presidente estadual do PT, Décio Lima, em seu evento de lançamento. “Meu nome é regional por estar dentro da luta sindical. E é por isto que lanço minha pré-candidatura: para lutar, sobretudo, contras a reforma previdenciária e pela revogação da reforma trabalhista”, coloca.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.