Criciúma: site da Casa do Empreendedor busca trazer mais otimização nos serviços

Página estará disponível a partir de sexta-feira, durante inauguração para contadores

- PUBLICIDADE -

Otimizar os serviços e facilitar os processos são alguns dos objetivos do site da Casa do Empreendedor. Desenvolvida pela Diretoria de Tecnologia da Informação (TI), a página terá protocolo digital, passo a passo de como abrir uma empresa e a consulta do processo. O site será lançado na sexta-feira (7), durante a inauguração especial para contadores.

Conforme o diretor de TI, Tiago Ferro Pavan, a plataforma disponibilizará todos os processos da Casa do Empreendedor de forma digital. “Irá otimizar o tempo e a sustentabilidade, já que o empreendedor não precisa vir até a prefeitura, podendo fazer os processos de forma online. O site foi desenvolvido para ser algo simples e esclarecedor, sendo um instrumento de orientação”, ressalta.

- PUBLICIDADE -

A Casa do Empreendedor já é um espaço que engloba todos os serviços para a abertura de um negócio, mas o site vai proporcionar que o interessado faça o trabalho de casa. “No início do site terá um local explicando o que precisa para ter uma empresa. Já no fim do preenchimento do protocolo é gerado um número que a pessoa também pode consultar na plataforma e acompanhar o andamento do processo”, explica.

O site também terá um espaço para as perguntas frequentes e um chat. Segundo Tiago, um profissional do setor estará respondendo os questionamentos aos visitantes. A diretoria de TI também ficou responsável pela instalação de todos os equipamentos da Casa do Empreendedor.

De acordo com o coordenador da Casa do Empreendedor, Agenor Brunel, a Vigilância Sanitária já se integrou com a equipe do setor. Já nesta quarta-feira (5), um profissional da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri) inicia as atividades no órgão. “O site vai facilitar ainda mais os processos. O empreendedor, dependendo do ramo de atividade escolhida, poderá abrir o protocolo online, como coisas mais simples que não envolvem atividades perigosas, ambientais e entre outros, só precisando retirar o alvará um ou dois dias depois aqui no setor”, afirma.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.