Criciúma: Polícia Civil prende suspeito e indicia quatro por roubos armados

Alguns suspeitos ainda foram indiciados por disparos de arma de fogo e corrupção de menores

Foto: Divulgação/DIC
- PUBLICIDADE -

Criciúma

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) completou as investigações em três inquéritos policiais. Quatro pessoas foram identificadas e indiciadas por roubos com arma de fogo e concurso de pessoas. Alguns suspeitos ainda foram indiciados por disparos de arma de fogo e corrupção de menores. Os crimes ocorreram na região central, São Simão e Mãe Luzia, em Criciúma.

- PUBLICIDADE -

No São Simão, a investigação identificou um suspeito de roubo de veículo. Uma dupla armada rendeu duas mulheres que guiavam um carro. O automóvel foi levado pelos autores. Depois foi usado em outro roubo em Nova Veneza. Um suspeito foi identificado (24 anos) e teve sua prisão decretada. Possui histórico de outros roubos. Ele segue recolhido no presídio.

Outro roubo solucionado ocorreu no bairro Mãe Luzia. Uma padaria foi alvo de uma dupla armada que rendeu proprietário e clientes. Foi levado o dinheiro do caixa. Os dois foram identificados, entre eles um adolescente. A prisão preventiva do investigado foi deferida. Foi indiciado pelo roubo e pela corrupção do adolescente.

Na região central, três suspeitos cometeram um assalto em uma pizzaria. Renderam funcionários e clientes, levando valores e objetos pessoais. Na fuga do local, ainda realizaram disparos de armas de fogo para intimidar as vítimas. Um dos autores foi identificado como adolescente, de 14 anos. Os outros dois possuem 21 e 26 anos. Um deles já possui condenação por roubo. Foram indiciados por roubo, disparo de arma de fogo e corrupção de menores.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.