Criciúma lidera com maior PIB da Amrec

Estudo do IBGE apontou a cidade é a maior em arrecadação da região Sul com R$ 6,8 bilhões. Já estudos da Associação dos municípios destacam Treviso e Nova Veneza

- PUBLICIDADE -

Nas cidades da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) a maior parte do Produto Interno Bruto (PIB) está concentrada em Criciúma. É o que apontou o levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ontem. De acordo com o estudo, que levou em consideração a soma de todos os bens em serviços produzidos em 2016, constatou que a participação do município é de R$ 6,8 bilhões. Já em Santa Catarina, a cidade fica em oitavo lugar, atrás de Jaraguá do Sul R$ 7,7 bilhões e Chapecó com R$ 8,3 bilhões.

Outro município que se destacou na região, é Içara com um PIB de R$ 1,8 bilhões e Urussanga com R$ 7,6 bilhões. O responsável pelo Movimento Econômico da Amrec, Ailson Piva, explica que a estimativa do IBGE leva em consideração todo tipo de riqueza e trabalho informal. Por conta disso, no estudo realizado pela Associação dos Municípios, outros municípios lideram o ranking.

- PUBLICIDADE -

“Nós levamos em consideração como riqueza produzida só o que chamamos de Valor Adicionado Municipal. Esse índice aponta somente o que é produzido na indústria, comércio e o serviço estimado, sem analisar outros fatores. O IBGE analisa riquezas informais que não tem como mensurar. Nós não fazemos estimativas e por conta disso nosso valor é menor”, explica.

Confira a matéria completa na edição do DN desse final de semana. 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.