Criciúma: entidades buscam alternativas para manter convênio

Fiesc busca o cumprimento de legislação que rege a contribuição do setor industrial e a sustentabilidade da instituição

- PUBLICIDADE -

A Federação Nacional das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) anunciará, no final desta semana, uma alternativa para o convênio com o Bairro da Juventude, de Criciúma, que contemple o cumprimento das regras relacionadas à aplicação da contribuição empresarial e a sustentabilidade da instituição social.  Diretores do Bairro da Juventude e lideranças políticas de Criciúma reuniram-se com o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, ontem, em Florianópolis.

Aguiar destacou a importância das ações do Bairro da Juventude para a comunidade e explicou para a comitiva de Criciúma que há uma série de questões legais para o uso dos recursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).“Tão logo concluímos o encontro, reunimos o grupo gestor da Fiesc e estamos avançando no desenho de uma solução que resguarde juridicamente o Senai e preserve o trabalho realizado no Bairro da Juventude”, afirmou o presidente da Fiesc.

- PUBLICIDADE -

Confira matéria completa na edição do Diário de Notícias de terça-feira, 4.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.