Criciúma: alunos criam alternativas para situações do cotidiano

Fórum da Criança reunirá escolas para desenvolver projetos de intervenção social. Em Criciúma, 520 estudantes estão envolvidos com a iniciativa

- PUBLICIDADE -

Preocupados com o desperdício de energia no ambiente escolar, os alunos do 5º ano do Colégio Marista de Criciúma, desenvolveram alternativas para economizar consequentemente colaborar com o meio ambiente. Após uma visita em todos os setores da instituição, eles descobriram qual era o principal problema: o esquecimento da luz acesa. Na tarde de ontem, os estudantes compartilharam com outras crianças o resultado do projeto de intervenção e a solução para o problema.

A aluna Maria Clara, de 11 anos, afirma que a melhor saída são os sensores de presença. Assim, ao sair de qualquer ambiente, todas as luzes serão apagadas automaticamente, evitando gastos desnecessários. “A nossa turma esteve reunida para pensar em como poderíamos evitar o desperdício de energia e essa foi a melhor alternativa”, conta.

- PUBLICIDADE -

A iniciativa foi realizada a partir dos conteúdos vistos nas disciplinas de Ciência e Geografia, conforme a professora Michele Martins. “A proposta do projeto “A luz que você apaga, você não gasta” é também incentivar os estudantes a buscar maneiras de preservar o meio ambiente utilizando também recursos naturais”, explica.

Confira a matéria completa na edição do Diário de Notícias de terça-feira, 9.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.