Amrec sedia reunião Estadual dos Secretários de Assistência Social

A reunião foi da Comissão Intergestora Bipartiste (CIB) da Assistência Social, que contou com a presença da Secretaria de Estado de Assistência Social, Romanna Remor

- PUBLICIDADE -

A Amrec recebeu nesta quinta-feira, 12, durante todo o dia os Secretários de Assistência Social do Estado. Na parte da manhã aconteceu a reunião do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas). Já na parte da tarde, a reunião foi da Comissão Intergestora Bipartiste (CIB) da Assistência Social, que contou com a presença da Secretaria de Estado de Assistência Social, Romanna Remor.

No encontro foi realizado a pactuação para 2018 de aproximadamente 29 milhões para todas as proteções do Estado de Santa Catarina. “A reunião foi um sucesso. A Secretaria Romanna Remor deu uma resposta muito ousada. Baita reunião, onde eu saio e retorno para minha cidade muito feliz”, comemorou o presidente do Coegemas e secretários de Assistência Social de Joinville, Vagner Ferreira de Oliveira.

- PUBLICIDADE -

A Secretaria de Estado de Assistência Social Romana Remor disse que a reunião foi marcante, já que todos os secretários têm a expectativa de saber dos recursos que os municípios vão receber do governo do Estado. A secretaria chegou a ponderar, dizendo que o governo ainda não conta com esses recursos por conta da redução de receita e do impacto da greve dos caminhoneiros. “Nós compreendemos as angustia dos municípios. Seguimos na pactuação. Mas o próprio Governador já mostrou sensibilidade, mas como ele mesmo disse: é preciso tirar de algum lugar para poder executar o valor do orçamento. Não existe sobra. Pelo contrário, está faltando recursos. E para isso precisa descobrir alguma outra área”, disse a secretaria.

Ela ainda destacou que os secretários decidiram juntar forças para trazer a Assistência Social para agenda do Estado de Santa Catarina. “A aprovação dessas duas leis será muito importante, que é a lei do SUAS (Sistema Único de Assistência Social) e dos FEAS (Fundo Estadual de Assistência Social). Nós pretendemos encaminhar a minuta da lei do FEAS, para encaminhar para Assembleia. Nós precisamos dos Deputados Estaduais, tanto dos que estão eleitos, quanto dos que vão se eleger no ano que vem, do governador para sancionar as duas leis”, relatou a Secretaria. Segundo ela foi um momento importante para somar força para trabalhar a sensibilização para aprovação das leis. “A aprovação dessas duas leis pode ser o divisor de aguas para assistência social de Santa Catarina”, declarou a Secretaria.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.