Alta do combustível vai além da bomba

Vários setores podem não conseguir absorver os preços dos combustíveis e repassar o custo para os consumidores

- PUBLICIDADE -

A gasolina já ultrapassou a barreira dos R$ 4 nos postos de gasolina da região e com a nova política de preços da Petobras poderá continuar subindo nos próximos meses. Influenciada pelo aumento do dólar e do Petróleo, a escalada no preço do combustível pode representar também uma alta nos valores de outros e serviços, conforme explica o economista Ismael Cittadin. A conta de energia, por exemplo, poderá ser um dos setores afetados nos próximos meses.

A alta dos combustíveis tem força para pressionar o preço dos fretes, dos alimentos, e das tarifas de transportes urbanos. “Existe uma relação bem direta entre a alta dos combustíveis e o preço de produtos e serviços. Aumenta o combustível nas refinarias, os empresários repassam para o preço do frete e logo, será necessário aumentar as mercadorias. Outro fator interessante, é que o preço do plástico e dos semelhantes produzidos com petróleo aumentam nos próximos meses”, explica Cittadin.

- PUBLICIDADE -

Confira a matéria completa no jornal Diário de Notícias dessa sexta-feira, 14.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.