Agência bancária de Criciúma é autuada pelo Procon

Entre as irregularidades encontradas a agência estava fazendo a triagem dos clientes e usuários inibindo a livre escolha para o seu atendimento e, disponibilizava uma placa informando que valores até R$ 3 mil deveriam ser quitados somente nos caixas eletrônicos e não direto no caixa.

- PUBLICIDADE -

A Caixa Econômica Federal do centro de Criciúma teve um Auto de Infração emitido pelo Programa de Defesa do Consumidor (Procon) na manhã desta terça-feira. Entre as irregularidades encontradas a agência estava fazendo a triagem dos clientes e usuários inibindo a livre escolha para o seu atendimento e, disponibilizava uma placa informando que valores até R$ 3 mil deveriam ser quitados somente nos caixas eletrônicos e não direto no caixa.

Conforme o diretor do Procon, Gustavo Colle, o banco terá 10 dias corridos para apresentar uma reposta e ou defesa desta ação ao órgão com risco de ser multado de 3UFIRS a 3 milhões de UFIRS.

- PUBLICIDADE -

A campanha “Seu direito deve ser respeitado” foi lançada na última semana pelo Sindicato dos Bancários de Criciúma e região em parceria com o Procon. A iniciativa tem o apoio do e visa estimular os clientes e usuários a denunciarem o tempo excessivo de espera nas filas das agências ligando no 151 e denunciando no Procon. Estão sendo entregues panfletos a população com a orientação sobre os seus direitos. O objetivo é sensibilizar os usuários e clientes a cumprir o seu dever de cidadão e denunciar quando houver abusos por parte dos bancos se a espera para o atendimento for além dos 20 minutos entre outros direitos.

Entenda a Lei das Filas: A Lei Municipal de setembro de 2001 estabelece e obriga os bancos a efetuarem o atendimento até 20 minutos em dias normais e
até 30 minutos em véspera ou após feriados prolongados, nos dias de pagamentos e nos dias de recolhimento de tributos municipais, estaduais e federais. Se eles não cumprirem o que determina a lei o Procon deverá ser informado para que as medidas punitivas sejam aplicadas contra as instituições financeiras. Para validar a denúncia é necessário
a comprovação do tempo de espera pelo usuário por meio de um “bilhete da senha” de atendimento, onde deverá constar impresso mecanicamente, o horário de recebimento da “senha” e manualmente o horário que se efetivar o atendimento ao cliente.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.