Soldados do Exército forjam roubo de fuzil

O fuzil foi localizado, por volta das 17 horas desta sexta-feira, 24, na casa da avó de um dos envolvidos, no bairro Brasília, em Criciúma

Foto: Giovane Marcelino / DN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Levado do 28º Grupo de Artilharia e Campanha (GAC), em Criciúma, um fuzil foi localizado nesta sexta-feira, 23. A arma foi encontrada após uma intensa força-tarefa ter sido montada, com o apoio das Polícias Civil e Militar, desde o início da madrugada. Contudo, o que se acreditava ser um roubo, na verdade era uma armação dos próprios soldados.

- PUBLICIDADE -

O fuzil foi localizado, por volta das 17 horas, na casa da avó de um dos envolvidos, no bairro Brasília, em Criciúma. Dois recrutas acabaram detidos na sede do 28º GAC. Eles confessaram a participação no crime. Ainda é investigada a participação de uma terceira pessoa no caso.

Leia mais:

Fuzil levado de Exército é localizado
DIC chega ao 28º GAC
Exército à procura do fuzil
Criminosos levam fuzil do 28º GAC

De acordo com as investigações, o soldado que estava na vigia no momento do crime foi agredido de propósito. Com a ponta do dedo amputada, a intenção seria a de pedir a aposentadoria. Porém, agora, o benefício não deve ser concedido, haja vista o crime ter sido forjado. Outro objetivo seria vender o fuzil, cujo valor estimado é de R$ 30 mil. O grupo ainda não possuía um comprador, mas dividiram o lucro entre eles.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.