Saer permanecerá no Sul catarinense

Com prazo de 180 dias, contrato emergencial é realizado. Porém, de acordo com o delegado-geral adjunto do Estado, Marcos Ghizzoni, serão necessários 30 dias para criar um novo processo de licitação para a aeronave

Foto: Divulgação/DN
- PUBLICIDADE -

Problemas burocráticos e falta de gestão levaram o Serviço Aeropolicial Policial (Saer), na região Sul a ser suspenso. Contudo, o vice-governador Eduardo Pinho Moreira garante que a situação deverá ser regularizada na próxima semana.

Com o fim do contrato de locação da aeronave, um emergencial será realizado. Ele terá o prazo de 180 dias, contudo, de acordo com o delegado-geral adjunto do Estado, Marcos Ghizzoni, serão necessários 30 dias para criar um novo processo de licitação. A aeronave está pousada em Criciúma e continuará no município.

- PUBLICIDADE -

A matéria completa na edição desta sexta-feira, 22, do Diário de Notícias.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.