Polícia Civil recupera notebook furtado e Adepol presta apoio a delegado em Araranguá

Na tarde desta quarta-feira recuperou o notebook. Além disso, a Polícia Civil conseguiu indicativo de outros autores e receptadores ligados ao fato.

- PUBLICIDADE -

A Associação dos Delegados de Polícia de Santa Catarina (Adepol) presta apoio ao delegado que, a última segunda-feira, 24, entendeu não haver subsídios para a prisão em flagrante de um conduzido pela Polícia Militar, suspeito da prática de crime de furto qualificado, em Araranguá.

Assim, um inquérito policial foi instaurado para apurar o furto praticado contra uma residência, no bairro Coloninha. O local foi arrombado e levado alguns objetos, como um notebook, com dados profissionais da vítima.  O furto, contudo, somente foi constatado pelo morador no início da noite. A Polícia Militar, então, buscou imagens de câmeras de vigilância e identificou o suspeito, que foi preso pouco depois, em um bar do mesmo bairro.

- PUBLICIDADE -

Nesta quarta-feira, 26, o pai da vítima, utilizou um programa de rádio local e manifestou-se contra a liberação do envolvido, que pediu ao ladrão para que o computador fosse devolvido.

Leia Mais: radialista faz pedido inusitado para ladrão em Araranguá

A Polícia Civil continuou os trabalhos e na tarde desta quarta-feira recuperou o notebook. Além disso, conseguiu indicativo de outros autores e receptadores ligados ao fato.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Araranguá

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.