Operação Luau flagra adolescentes em festa e consumo de drogas

Cerca de 200 pessoas foram abordadas e 40 veículos revistados. Uma pessoa foi presa por dirigir embriagada, além de confeccionado Termo Circunstanciado por posse de droga e desacato a polícia.

Fotos: Divulgação/Polícia Civil
- PUBLICIDADE -

A Polícia Civil de Balneário Arroio do Silva, em parceria com o Conselho Tutelar da cidade e o apoio da Polícia Militar, realizaram durante a madrugada deste domingo uma operação policial em um luau, realizado na Praia do Maracujá, divisa entre o Balneário Gaivota. A denúncia confirmada era de que haveria adolescentes nesta festa e o consumo de drogas.

Cerca de 200 pessoas foram abordadas e 40 veículos revistados. Cinco maiores de idade e um adolescente de 17 anos foram flagrados com droga (maconha); uma mulher detida por desacato e um preso em flagrante por dirigir embriagado. “Chegou uma denúncia ao Conselho Tutelar que haveria adolescentes neste luau e consumo de drogas. Montamos uma operação que iniciou às 2h e seguiu até às 5h30min, com os procedimentos na delegacia”, conta o delegado responsável pela operação, Jair Pereira Duarte.

- PUBLICIDADE -

Ainda segundo a autoridade policial, o motorista embriagado pagou fiança de um salário mínimo e foi liberado, foram confeccionados um Auto de Infração contra o adolescente por posse de drogas e seis Termos Circunstanciados por posse de drogas e o desacato.

Oito policiais civis da Delegacia de Polícia de Balneário Arroio do Silva (DPMU), Divisão de Investigação Criminal de Araranguá (DIC) e Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso também de Araranguá (DPCAMI) trabalharam na operação. Ainda teve a participação de conselheiros tutelares do Balneário Arroio do Silva e mais três viaturas da Polícia Militar, incluindo o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT).

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Francis Leny
Em: Balneário Arroio do Silva

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.