Operação da DIC prende quatro criminosos no bairro Pinheirinho

Polícia Civil realizou busca e apreensão em 13 residências às margens do trilho, apreendendo drogas, dinheiro, celulares e anotações de organização criminosa

Foto: Lucas Colombo
- PUBLICIDADE -

Denise Possebon/Especial

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Uma nova operação liderada pela Polícia Civil de Criciúma, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC), trouxe êxitos no objetivo de diminuir o índice de tráfico de drogas nas margens do trilho do trem. Nessa quarta-feira (6), uma ação foi realizada no bairro Pinheirinho, cumprindo busca de mandado e apreensão em 13 residências da localidade. A ação resultou na prisão em flagrante de quatro investigados da polícia e também na apreensão de drogas, dinheiro, dois celulares e ainda de anotações dos pontos de vendas da rede criminosa.

Ao todo, os policiais apreenderam 51 buchas de crack já embaladas para venda e ainda uma pedra grande da droga. Em dinheiro, o total de R$ 500 também foram recolhidos pelos policiais. Conforme o delegado da DIC, Eduardo Mendonça, a investigação policial incluiu filmagens na localidade e abordagem de diversos usuários de drogas com o objetivo de localizar os criminosos. “Estamos trabalhando nesta investigação há um mês, todos os locais já vinham sendo monitorados por nossa equipe para conseguirmos identificar a organização”.

Entre os presos estavam três mulheres e um homem, sendo a maioria deles bastante jovens. Duas das criminosas tinham 23 anos e a outra 40, enquanto o rapaz possui apenas com 22 anos. Os quatro foram encaminhados para o Presídio Regional de Criciúma no início da noite de ontem. A ação contou com a participação de 50 policiais, assim como com o apoio dos cães do canil da Polícia Militar, do policiamento aéreo (Saer) e de todas as unidades policiais da região. Durante a operação, o trilho do trem foi bloqueado pelos policiais civis.

Confira a matéria completa no DN desta quinta-feira

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.