Mais uma pessoa é encontrada morta no incêndio em hotel de Braço do Norte

Alexandre Frontino, de 32 anos, foi encontrado em um banheiro, no terceiro andar do prédio.

- PUBLICIDADE -

Sobe para três o número de pessoas que morreram no incêndio no Hotel Rech, localizado centro de Braço do Norte. Segundo informações do Portal Notisul. Alexandre Frontino, de 32 anos,  foi encontrado em um banheiro, no terceiro andar do prédio. Ainda, conforme informações noticiadas, o homem era professor no município e morava no hotel. O seu corpo foi descoberto somente durante o rescaldo, por volta das 9h.

O sinistro foi registrado por volta das 2h30min deste domingo. Além de Frontino, morreram asfixiado com a fumaça Yasmin Streger, de 13 anos e Cristina Schimitt, 62. Conforme o Corpo de Bombeiros, seis hóspedes foram encaminhados ao Hospital Santa Teresinha, em Braço do Norte pelo Samu e Polícia Militar. O hotel possui quatro andares.

- PUBLICIDADE -

O fogo começou na lanchonete do estabelecimento – no térreo – e como só havia uma porta de entrada e saída, impossibilitou que hóspedes e funcionários fugissem. O pai da menina que morreu está internado em estado grave no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão. Ele inalou muita fumaça nos pulmões e vias respiratórias. Outros três hóspedes foram encaminhados ao Hospital Santa Teresinha, em Braço do Norte, mas o estado de saúde deles é estável. Um casal, que também estava no hotel, não se feriu e já seguiu viagem.

Os bombeiros de Braço do Norte e São Ludgero atuaram na ocorrência. O Instituto Médico-Legal (IML) de Tubarão foi acionado e recolheu os corpos. A adolescente morreu a caminho do hospital.

Mais informações com fotos e vídeo acesse: https://dnsul.com/destaque/2017/duas-pessoas-morrem-e-quatro-ficam-feridos-num-incendio-em-hotel/

 

 

 

 

 

 

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Braço do Norte

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.