Latrocínio: Polícia apura participação de outras pessoas

Inquérito deverá ser encerrado em 30 dias. Três suspeitos estão detidos temporariamente no Presídio Santa Augusta

Foto: Angelica Brunatto/DN
- PUBLICIDADE -

Embora as investigações acerca do latrocínio de Sidnei Roberto Manoel, de 52 anos, ainda estejam em andamento, a Polícia Civil prendeu de forma temporária três suspeitos de participação no crime. Os homens de 18, 23 e 34 anos, detidos na manhã desta sexta-feira, 20, após operação realizada no bairro Fábio Silva, na comunidade conhecida como Moca, em Criciúma, possuem extensa ficha criminal. Eles foram encaminhados ao Presídio Santa Augusta, onde devem permanecer por 30 dias.

Os depoimentos do trio de detidos e dos dois adolescentes conduzidos duraram até o início da tarde. De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Yuri Miqueluzzi, as informações repassadas por cada um dos suspeitos possuem divergências. Porém, a Polícia Civil possui provas bastante concretas do envolvimento destas pessoas no crime. “Eles foram até o local sabendo do obstáculo, da existência daquela pessoa, do vigilante naquele ambiente”, comenta o delegado.

- PUBLICIDADE -

A Polícia Civil ainda apura o envolvimento de outras pessoas no latrocínio. O inquérito policial deverá ser finalizado no período de 30 dias com o indiciamento dos suspeitos e encaminhamento dos autos à Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI), no que envolve os adolescentes.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.