Paralisação do transporte público será debatido na ASTC

Iniciativa foi devido ao ataque a um ônibus na noite de quarta-feira

- PUBLICIDADE -

Após o atentado a um ônibus na noite de quarta-feira, 1, os empresários decidiram por interromper o transporte depois das 22h desta quinta-feira, 2. A decisão saiu após uma reunião com a Polícia Militar no 9º Batalhão, em Criciúma.

O Comandante, Tenente Coronel Evandro Fraga salienta que uma reunião foi realizada na tarde de quinta-feira, quando os empresários solicitaram escolta. “Eles queriam algo como foi feito da outra vez, porém naquela oportunidade utilizamos dez viaturas, algo difícil de fazer agora, até porque estamos no meio da Operação Veraneio. Reforcei que não havia nenhum indício de que haveria novos ataques”, comenta.

- PUBLICIDADE -

O Comandante lembra ainda que aguardou o contato dos empresários após o encontro. “Como não entraram em contato eu telefonei para um dos empresários que me comunicou a decisão de paralisar, então fizemos o que estava ao nosso alcance”, fala.

Já o presidente da Autarquia de Segurança, Trânsito e Transporte de Criciúma (ASTC), Gustavo Medeiros  revelou que não foi convidado para a reunião tendo conhecimento somente do resultado. Uma reunião foi agendada para tratar do assunto às 14h desta sexta-feira, 3.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.