COM VÍDEO – Polícia Civil cumpre mandado de prisão em Criciúma e Forquilhinha

A ação coordenada pela Divisão de Investigação Criminal de Criciúma culminou com a prisão de dois investigados (23 e 24 anos) por roubo com arma de fogo e manutenção da vítima mulher refém

- PUBLICIDADE -

Na manhã desta sexta-feira, 28, a Polícia Civil realizou operação para o cumprimento de buscas e prisões preventivas nas cidades de Criciúma e Forquilhinha. A ação coordenada pela Divisão de Investigação Criminal de Criciúma culminou com a prisão de dois investigados (23 e 24 anos) por roubo com arma de fogo e manutenção da vítima mulher refém. Agora são três os investigados presos. Um já havia sido detido pela Polícia Militar em Forquilhinha durante a semana, em uma abordagem de rotina. As investigações apontaram a autoria de quatro pessoas. O quarto integrante é um adolescente que responderá pelo ato infracional. Nas buscas foram recuperados objetos do roubo.

O crime ocorreu há cerca de um mês, no bairro Michel em Criciúma. A vítima (uma jovem) foi abordada pelos autores quando saía de seu trabalho e tentou correr, mas foi contida pelos criminosos. Colocada dentro do seu veículo, somente foi libertada na cidade de Forquilhinha. Foram levados o veículo e outros objetos pessoais. O carro foi recuperado três dias depois pela Polícia Militar no bairro Verdinho.

- PUBLICIDADE -

O trabalho que durou um mês apontou fortes indícios da participação dos investigados, segundo o Delegado Yuri Miqueluzzi (Divisão de Roubos da DIC). Conforme a autoridade policial, a determinação da autoria e o modo de execução do crime estão bem esclarecidos na investigação. Todos possuíam histórico de passagens policiais e agora permanecem presos no Presídio Santa Augusta. A operação teve participação de policiais civis de Criciúma e Forquilhinha. Contou ainda com o apoio do Serviço Aeropolicial da Polícia Civil (SAER).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.