- PUBLICIDADE -

Criciúma

A quinta-feira, 9, é dia de treinamento para os policiais militares da companhia de policiamento tático de Criciúma. Os agentes realizam uma atividade com o Serviço Aeropolicial (Saer), no 9ª Batalhão.

- PUBLICIDADE -

O treinamento consistia no embarque e desembarque. “Por exemplo, em uma ocorrência de assalto, a aeronave leva a tropa até o local, o que faz com que ganhemos muito tempo. Mas é necessário o treinamento para conhecer todos os procedimentos de segurança”, destaca o sargento Melo. Aproximadamente 15 policiais participaram da atividade

Segundo o sargento, esse tipo de treinamento é essencial para a Polícia Militar. “Ganhamos muito sabendo que tem a aeronave do Saer à disposição para o que precisar. É segurança para o grupo tático. Ganha a PM. Ganha a Polícia Civil. Mas, principalmente, ganha a sociedade, com mais essa arma usada contra a criminalidade”, afirma.

Segurança para a população

A aeronave do Saer trabalha na região Sul do Estado desde o fim de novembro de 2016. Em pouco mais de dois meses, o serviço atende todos os órgãos de segurança, trabalhando com 13 tripulantes e oito pilotos.

Foto: Tcharlles Fernandes/DN
Foto: Tcharlles Fernandes/DN

“O emprego da aeronave demonstra muita segurança, sendo que no local que é sobrevoado, a criminalidade no momento do voo é zero. A figura da aeronave no dia a dia já causa um medo maior nos criminosos, pois eles sabem se cometer um crime e forem flagrados, certamente não irão escapar”, afirma o delegado Gilberto Crepaldi Mondini.

O Saer fará missões humanitárias, transporte de órgãos e ajudará a defesa civil. Além disso, uma parceria com o Samu está sendo estudava para prestar serviço aeromédico.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.