Caso Lila: Polícia Civil indicia suspeitos por latrocínio

Nesta sexta-feira, o delegado Rafael Iasco concluiu o inquérito policial e remeteu os laudos ao Fórum da Comarca de Içara, dessa forma indiciando ambos por latrocínio. Agora é esperada a manifestação do Ministério Público.

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Içara

Dois criminosos envolvidos na morte de Ana Edwiges Colonetti, conhecida como Lila, foram indicados pela Polícia Civil. Nesta sexta-feira, o delegado Rafael Iasco concluiu o inquérito policial e remeteu os laudos ao Fórum da Comarca de Içara, dessa forma indiciando ambos por latrocínio. Agora é esperada a manifestação do Ministério Público.

- PUBLICIDADE -

Um dos envolvidos, de 22 anos, acusado de ser o autor dos disparos que vitimou a mulher, continua foragido. O segundo, de 31 anos, foi preso no início deste mês em uma operação sigilosa da Polícia Civil. Ele foi encontrado no município de São João Batista, junto à mulher. Na sequência, foi encaminhado a Içara, onde prestou depoimento sobre o caso e encaminhado ao Presídio Santa Augusta, onde está detido.

Na operação desenvolvida pelos policiais civis, o celular da vítima também foi recuperado. O objeto estava em posse de um jovem, de 18 anos, que foi detido pelo crime de receptação.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Içara

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.