Após ataque, linhas de ônibus paralisam às 22 horas em Criciúma

Ação foi definida após reunião com o comando da Polícia Militar

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Com este ataque, a diretoria da Associação Criciumense de Transporte Urbano (ACTU), reunida com o comando da Polícia Militar, traçou medidas de segurança para a manutenção do transporte coletivo. Por isso, nos bairros onde ocorrem os ataques, a frota circulará até as 22 horas até o domingo. Contudo, não foi definida escolta aos veículos.

- PUBLICIDADE -

Ataques a ônibus, conforme a Lei 13.260/2016 são considerados terrorismo e possuem pena de 12 a 30 anos de reclusão. Já o artigo 250 do Código Penal prevê pena de três a seis anos de prisão e multa a quem causar incêndio expondo perigo a vida, integridade física ou patrimônio de outro.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.