Agressivo, condutor é abordado alcoolizado após colidir em poste

O homem ainda estava com os dois filhos no carro que tiveram ferimentos

Foto: PM
- PUBLICIDADE -

Orleans

 

- PUBLICIDADE -

A guarnição da Polícia Militar de Orleans foi acionada para atender a uma ocorrência de acidente de trânsito em frente ao Fórum. Segundo informações passadas via 190, o condutor do veículo havia colidido em um poste, estava embriagado, bem como havia mais duas crianças no veículo.

Ainda houveram ligações comunicando que o condutor estava agredindo as crianças e que tratava-se de pai e filhos. Chegando no local, o Samu, que já estava realizando o atendimento às vítimas, saiu com destino ao Hospital.

No Hospital, o condutor foi identificado como Adão Pacheco, juntamente de seus dois filhos , este último em estado mais grave, passando por exames por estar com ferimentos na face e dores pelo corpo.

De pronto foi oferecido o teste de etilômetro para o condutor, devido aos sinais de embriaguez. Contudo o mesmo negou a sua utilização, inclusive sendo agressivo com a guarnição. Dessa forma a guarnição coletou dados e provas com o intuito de caracterizar a direção de veículo automotor sob efeito de álcool.

Ainda, no início o condutor não queria ser atendido nem pelo Samu, nem pelo corpo clínico do hospital, assim como o condutor não queria fornecer informações à guarnição, que apenas levantou seu endereço com o corpo de enfermeiros. Posteriormente, aceitou o atendimento e ficou em observação.

O envolvido não estava em condições de assinar e compreender o conteúdo de toda a documentação lavrada, tanto que, logo após o atendimento acabou dormindo.

Por fim, a guarnição finalizou o atendimento lavrando o presente boletim de ocorrências, os AITs correlatos (dirigir sob a influência de álcool e negar-se a realizar da fiscalização com o etilômetro) e recolheu a CNH do condutor.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.