Vice-governador passa a intervir no Caso JBS

Em Florianópolis, políticos do Sul pedem ajuda e Eduardo Moreira projeta reuniões com representantes da empresa

Foto: Divulgação/DN
- PUBLICIDADE -

Morro Grande

Uma comitiva de políticos do Sul do Estado esteve na tarde desta terça-feira, 29, no gabinete do vice-governador Eduardo Moreira (PMDB), em Florianópolis, para buscar uma saída ao fim das atividades de abate de aves na unidade da JBS de Morro Grande.

- PUBLICIDADE -

Ao diretor-administrativo e financeiro da JBS, Ivo Dreher, as lideranças pediram mais 60 dias de atividades no local, para que, neste período, tentem reverter a situação junto à JBS ou, ainda, negociarem com outras empresas interessadas em se instalar em Morro Grande.

Outra ideia é fomentar o cooperativismo entre os cerca de 100 produtores integrados que estão ameaçados de serem desligados. O presidente da Associação dos Avicultores do Sul de Santa Catarina, Emir Tezza, e o representante do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Criciúma e Região, Célio Elias, acompanharam as tratativas.

União de forças

A JBS emprega em Morro Grande diretamente 740 profissionais, vindos de vários municípios. Com o fechamento, 13 milhões de frangos deixarão de ser abatidos por ano na unidade.

Eduardo Moreira fez um primeiro contato com o representante da JBS em Santa Catarina, que ficou de vir à Região conversar com os prefeitos, governador e vice-governador. Antes disso, Moreira deverá conversar pessoalmente com o representante da empresa em São Paulo, aproveitando uma agenda que deverá acontecer na próxima semana.

Para o prefeito de Morro Grande e presidente da Associação dos Municípios do Extremo-Sul Catarinense (Amesc), a audiência foi positiva. “Queremos manter os empregos e toda cadeia produtiva. Repassamos ao vice-governador a importância de uma empresa deste porte aqui no Sul, que movimenta R$ 183 milhões e representa 87% da riqueza de Morro Grande. Esperamos que juntos possamos encontrar uma saída”, disse Vado.

Participaram da reunião, além do vice-governador, os deputados estaduais Manoel Mota (PMDB), Ricardo Guidi (PSD), José Nei Ascari (PSD), José Milton Scheffer (PP) e Dóia Guglielmi (PSDB), os prefeitos de Morro Grande, Valdionir Rocha, o Vado (PSD), de Forquilhinha, Dimas Kammer (PP), de Araranguá, Mariano Mazzuco Neto (PP), de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), e de Nova Veneza, Rogério Frigo (PSDB). Também os secretários de Estado da Infraestrutura, Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro (PMDB), e de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Valmir Comin (PP), além do secretário-executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt (PMDB).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.