Vereadores de Criciúma renunciam reajuste salarial

A revisão dos subsídios dos vereadores seria com base no Índice Nacional de Preços aos Consumidores (INPC)

Foto: Divulgação/DN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Os vereadores de Criciúma, em reunião na sala da Presidência nesta segunda-feira, 2, resolveram, por unanimidade, renunciar ao reajuste salarial que, por lei, é concedido anualmente, em abril. A revisão dos subsídios dos vereadores seria com base no Índice Nacional de Preços aos Consumidores (INPC). Desta forma, a recomposição do salário será de 0%.

- PUBLICIDADE -

O prefeito Clésio Salvaro (PSDB) sancionou a Lei nº 6.870, de 26 de abril de 2017, que determina índice de revisão e reajuste para os servidores públicos da Câmara e dá outras providências.

Trechos da lei:

– A remuneração dos servidores públicos ativos e inativos da Câmara Municipal de Criciúma/SC (inclusive o Valor Referencial de Vencimento – VRV), a partir de 1º de abril de 2017, será reajustada por 100% da inflação acumulada no período de 1° de abril de 2016 a 31 de março 2017, medida pelo INPC. Parágrafo único. O Valor Referencial de Vencimento – VRV, no âmbito do Poder Legislativo fixado no montante pecuniário igual a R$ 566,01, será reajustado conforme o “caput” deste artigo.

– Ao servidor público em atividade na Câmara Municipal de Criciúma/SC é assegurada a concessão de cupom alimentação de R$ 300,00. Parágrafo único. O crédito deverá ser efetuado no primeiro dia útil de cada mês.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.