SAER e sua atuação na cidade de Criciúma

Serviço completou seis meses em Criciúma

Foto: Assessoria Câmara
- PUBLICIDADE -

Criciúma

A convite do vereador Tita Belloli (PMDB), o comandante do Serviço Aeropolicial (SAER), delegado Gilberto Mondini, fez uso da tribuna livre na Sessão Ordinária desta terça-feira (23/5). O serviço prestado pela Polícia Civil está em funcionamento em Criciúma desde novembro de 2016 e tem cobertura em todo o Sul e Extremo Sul do Estado.

- PUBLICIDADE -

A aeronave, que teve um recorde de missões em 2012 nos atentados do PGC, em Florianópolis, realiza voos pela manhã e tarde, sendo que voos noturnos ainda dependem de homologação da pista de pouso noturno. Segundo o delegado, em cinco meses, a aeronave já possui 225 horas de voos, sendo que em um ano recorde, o SAER contabilizou cerca de 600 horas de voo, em Florianópolis. “Estamos em plena operação e com um número de horas de voo expressivo, em Criciúma”.

Desde que entrou em funcionamento, o SAER já trabalhou em conjunto com a Polícia Militar, Prefeitura, Polícia Federal e outros setores, sendo a maior operação realizada a interceptação de uma quadrilha de roubo a banco. “Nosso trabalho vai desde um simples monitoramento até uma missão policial. Conseguimos interceptar uma quadrilha de roubo a banco e tirar de circulação uma quantidade de armamento de poder de fogo bem significativa” revela o delegado.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.