- PUBLICIDADE -

Giovane Marcelino

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A primeira sessão ordinária do ano lotou a Câmara de Vereadores de Criciúma. Desta vez, moradores da comunidade de Mina do Mato foram à sessão reclamar da exoneração do coordenador da unidade de saúde do bairro, Daniel Antunes. Com cartazes, eles mostraram insatisfação pela medida tomada. A comunidade aguarda que uma solução seja tomada e que Daniel volte a ocupar o cargo.

A legislatura 2017/2020 está sendo marcada por protestos até então. Duas sessões extraordinárias foram realizadas no ano. A primeira, em 16 de janeiro, contou com o protesto de servidores públicos contrários à extinção da Autarquia de Segurança, Trânsito e Transportes de Criciúma (ASTC) e da Guarda Municipal do município.

No dia 8 de fevereiro, foi realizada a segunda sessão extraordinária, desta vez, estagiários contratados pelo município foram ao plenário protestar contra a proposta encaminhada pelo executivo para a mudança no salário dos aprendizes. Sem votação no dia, os vereadores se reuniram em comissões, onde a votação aconteceria dois dias depois. Na manhã da votação, o prefeito retirou o projeto da Câmara.

 

Com informações do blog da colunista do DN, Karina Manarin

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.