Governo e CDCA lançam campanha ao Fundo para a Infância e Adolescência de Morro da Fumaça

Empresas e pessoas físicas podem doar através da dedução do imposto de renda ao Fundo para a Infância e Adolescência do município (FIA)

Foto: Divulgação/DN
- PUBLICIDADE -

Morro da Fumaça

Foi dada a largada para que empresas de Morro da Fumaça e pessoas físicas possam realizar doações através da dedução do imposto de renda ao Fundo para a Infância e Adolescência do município (FIA).

- PUBLICIDADE -

Um evento no Centro Pastoral, na segunda-feira, 27, foi realizado para o lançamento da campanha de arrecadação e contou com a presença do prefeito Noi Coral (PP), o vice-prefeito Eduardo Sartor Guollo (PP), vereadores, integrantes do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar, Conselho de Dirigentes Lojistas (CDL), empresários, contadores, entidades interessadas e a comunidade.

Para entender o processo de doações, a assessora social Mariana Jacques explicou aos presentes o que é o FIA e como fazer a dedução do imposto de 1% pessoa jurídica e até 3% pessoa física que é revertido em projetos para crianças e adolescentes.

Na ocasião, a coordenadora da Assistência Social Elaine Serafin fez o lançamento do projeto “Empresa amiga da Criança Fumacense” onde, segundo ela, empresas do município podem ser parceiras através da dedução do imposto.

Apoio

O prefeito Noi falou da relevância da campanha para a cidade. “Eu estou aqui não somente como prefeito, mas como empresário e apoio este projeto pela importância que ele tem ao transformar as doações em assistência às crianças daqui”, relata.

A coordenadora diz que ficou surpresa com o interesse dos convidados em relação ao assunto. “É uma parceria que começou agora e contamos com a colaboração das empresas, especialmente, os contadores do município que nos ajudarão e muito para que esta campanha aconteça. As pessoas também podem fazer suas doações, basta conversar com seus contadores”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.