Anequésselen Fortunato assume presidência da Famcri

Formada em advocacia e especializada em direito ambiental, Anequésselen foi indicada pelo atual presidente, Giovano Izidoro

Presidente da Fundação, Anequésselen Bitencourt Fortunato, atendeu à recomendação do MP. (Foto: Divulgação/DN)
- PUBLICIDADE -

Criciúma

A Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri) contará com uma nova presidente a partir deste sábado, 1°. Anequésselen Bitencourt Fortunato, de 34 anos, assume o cargo ocupado pelo então presidente Giovano Izidoro. Natural de Laguna, a profissional atua no órgão municipal há sete anos e foi nomeada pelo prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB).

- PUBLICIDADE -

De acordo com Izidoro, desde o início de 2017 a pretensão era permanecer na presidência da Famcri por apenas três meses. “Eu tenho o meu negócio pessoal e não consigo conciliar com a presidência. Conversei com o prefeito Salvaro e disse a ele que ficaria responsável pelo órgão no início do mandato, enquanto outra pessoa não fosse designada ao cargo de presidente”, explica.

Formada em advocacia e especializada em direito ambiental, Anequésselen foi indicada ao cargo por Izidoro. “Ela está na Famcri há bastante tempo e é uma grande profissional. É uma profissional preparada, que fará um ótimo trabalho, contribuindo para o crescimento do órgão e também para o desenvolvimento das atividades ambientais realizadas em Criciúma”, ressalta Izidoro.

A profissional pretende dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos e melhorar a qualidade ambiental em Criciúma. “É um grande desafio e sei que terei muito trabalho pela frente. Vamos investir na fiscalização e no licenciamento ambiental de empresas, além da educação ambiental. Pretendo ampliar a coleta seletiva e arborizar ainda mais a cidade”, relata Anequésselen.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.