6º Congresso Estadual do PT-SC define a nova direção do partido neste final de semana

Participarão 400 delegados e delegadas – eleitos no Processo de Eleição Direta (PED), que aconteceu no dia 9 de abril

Foto: Divulgação/DN
- PUBLICIDADE -

Florianópolis

O 6º Congresso Estadual do Partido dos Trabalhadores de Santa Catarina (PT-SC), que vai eleger a nova direção estadual do partido acontece neste final de semana, dias 6 e 7, em Lages. Participarão 400 delegados e delegadas – eleitos no Processo de Eleição Direta (PED), que aconteceu no dia 9 de abril. Além disso, cerca de 100 convidados e observadores, lideranças de partidos de esquerda, centrais sindicais, movimento social e sindical, também vão participar do evento.

- PUBLICIDADE -

O presidente do PT-SC, Claudio Vignatti, disse que o Partido dos Trabalhadores e os demais partidos de esquerda têm a prática dos congressos. Para ele, o 6º Congresso vai desenhar o que a militância e as lideranças do PT querem do partido para frente, tanto em Santa Catarina, como no Brasil. “Essa prática de ouvir os delegados e as pessoas poderem contribuir discutindo teses e elaboração política, dá de fato uma linha estratégica daquilo que o pensamento da maioria da sociedade brasileira, da classe trabalhadora, dos intelectuais, dos artistas, economistas, médicos, operário, agricultor, que são filiados ao partido, possa discutir para frente a política do PT”, afirmou.

Vignatti ainda ressalta que é preciso construir um novo projeto nacional e uma nova possibilidade daquilo que o partido quer construir para o futuro. “Nós tivemos uma experiência exitosa no governo federal, que melhorou a vida das pessoas, mas nós precisamos pensar um novo projeto para o Brasil para a nova realidade que vivemos. Devemos pensar nesse projeto com um ânimo diferente, com propostas novas que possa de fato garantir direito da classe trabalhadora e melhorar a vida da sociedade brasileira, com a retomada do crescimento econômico e geração de emprego”, garantiu.

O atual presidente passará o bastão para a nova direção do partido em Santa Catarina e ele afirma que a responsabilidade do Congresso do partido também é discutir um projeto para 2018 no estado. “Nos últimos anos o PT-SC teve candidatura a governo do estado e nós não vamos frutar novamente de fazer um palanque forte para a candidatura do Lula a presidente. Esse palanque forte é uma aliança pela esquerda que junta movimentos sociais, movimentos populares e partidos comprometidos com a transformação política e anti-golpista. Essa oportunidade é o que vai acontecer no 6º Congresso com 400 delegados em Lages”, finalizou.

6º Congresso Estadual do PT-SC – Janeth Anne

O 6º Congresso Estadual do PT-SC recebeu o nome de Janeth Anne de Almeida, uma militante do partido que não conseguiu vencer a batalha contra um câncer. Janeth fez parte duas vezes do setorial de mulheres do PT, fez parte também da executiva estadual do Partido dos Trabalhadores de Santa Catarina e no primeiro mandato da Presidenta Dilma Roussef foi convidada a integrar a equipe do ministério das mulheres em Brasília, a convite da então ministra Iriny Lopes. Aceitou como um desafio novo e foi para Brasília representar todas as mulheres de SC.

Janeth Anne foi assistente social de formação, atuou na secretaria de Saúde onde sempre fez enfrentamentos nos anos difíceis quando foi travada a luta pela democracia. Janeth sempre se posicionou junto à classe trabalhadora e lutou até então em diversas frentes de batalha, sempre com o objetivo de transformar a sociedade.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.