Últimos dias para participar do “A Poesia vai de Ônibus”

A campanha tem como objetivo recolher poesias de pessoas da região que após uma seleção, serão colados nos ônibus de Criciúma

Foto: Divulgação.
- PUBLICIDADE -

Vitor Netto/Especial DN

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Os escritores da região da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) têm mais um mês para participar do projeto cultural “A Poesia vai de Ônibus”. O projeto é um evento em parceira da Associação Criciumense de Transporte Urbano (ACTU) e com a professora e escritora Cristiane Dias, que tem como principal objetivo promover a cultura, através de poesias, nos ônibus municipais de Criciúma.

O concurso tem como foco recolher poesias de toda a região, que após uma seleção serão transformados em cartazes adesivos e colados nos vidros dos veículos. “Isso já é um projeto que é realizado em Porto Alegre e lá deu muito certo. Eu resolvi então trazer pra cá, ofereci para a ACTU e eles abraçaram a ideia”, explica Cristiane.

O projeto que realizado em Porto Alegre – Arquivo Pessoal.

Ao todo, 50 poemas serão selecionados e colados nos 119 ônibus que compõe e a frota da ACTU. Cada veículo terá dois poemas. “Segundo a ACTU, mais de 40 mil pessoas circulam nos ônibus da cidade por dia. Se as pessoas que utilizarem o transporte verem o poema, isso pode despertar a cultura nas pessoas e divulgar o trabalho dos escritores”, pontua.

Para se inscrever, os participantes têm que ter mais de 13 anos e morar em um dos municípios da AMREC. “Tem que entrar no site da ACTU e lá mesmo realizar a inscrição. Não tem nenhum custo”, enfatiza.

Os poemas recolhidos passarão por três pessoas que irão compor a comissão julgadora. Segundo a organização, os nomes não serão divulgados, mas será pessoas ligadas a cultura da região.

Foto: Thiago Oliveira/DN.

“A nossa ideia é despertar, promover e reconhecer os talentos da região. Também dar espaço para esses escritores e promover a cultura. Uma poesia ela não pode ser feita para ficar fechada em um livro na prateleira, ela deve percorrer e andar junto com as pessoas”, afirma.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.