- PUBLICIDADE -

 

Mais de cem pessoas e lideranças sindicais do Sul do estado protestaram nesta sexta-feira, 31, na Praça Nereu Ramos, em Criciúma contra as reformas do Governo Federal que atingem os trabalhadores e a população.

- PUBLICIDADE -

Nos principais projetos estão a Reforma da Previdência e a Terceirização. Uma passeata com faixas e cartazes percorreu as principais ruas do centro da cidade no período da tarde. Após a caminhada os manifestantes retornaram a praça e, de forma simbólica, foram “queimados e enterrados” no caixão as fotos de cinco deputados federais catarinenses que votaram a favor da terceirização nas últimas semanas.

O ato teve como foco principal chamar a atenção da população para aderir à greve geral do dia 28 de abril. “Esta data é para as pessoas ficarem em suas casas e não atender o telefone mostrando a sua indignação e força contra estas vergonhosa reformas que querem matar os trabalhadores”, fala o coordenador da União geral dos Trabalhadores (UGT) do sul do estado, Ailson Tounier. O presidente do Sindicato dos Bancários de Criciúma e Região, Edegar Generoso, disse que o ato agregou as categorias de 20 sindicatos do sul catarinense em defesa de direitos e conquistas  históricas resultados de diversas lutas que correm o riscos de serem perdidos. “Milhões de jovens ficarão sem vagas de trabalho e as pensões e benefícios dos mais pobres serão menores que o salário mínimo aumentando ainda mais a miséria da população entre outros disparidades”, critica.

Assinaturas contra a reforma previdência

A mobilização começou pela manhã com a coleta de assinaturas deum abaixo-assinado contra a reforma da previdência. Segundo a organização cerca de 10 mil assinaturas foram recolhidas junto as pessoas que circulavam na Praça Nereu. O documento será encaminhado para os deputados federais do estado.  A secretária Glaci Sombrio, de 50 anos, de Criciúma assinou o documento. Ela acredita que a mudança irá favorecer quem já tem mais, os mais rico, e os pobres continuaram com

menos.

 

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.