Sesi de Criciúma promove o dia V da Vacinação no próximo sábado

Syringe with vaccine
- PUBLICIDADE -

O Sesi de Criciúma prepara para este sábado, dia 6, um dia especial para o cuidado com a saúde. A unidade do Sesi – Centro de Promoção da Saúde do Trabalhador, estará aberta para a vacinação contra a gripe das 9h às 15h. Neste mesmo dia ocorrerá a “Feira da Saúde”, das 9h às 12h.

“Durante a realização da Feira da Saúde estaremos com a rua Tiradentes fechada, para disponibilizarmos no local tendas de serviços gratuitos à população interessada. Entre eles estará a avaliação física com verificação de pressão arterial e avaliação de bioimpedância, treinamento funcional, avaliação odontológica, divulgação e inscrições para Corrida do Bem, para os Grupos de Emagrecimentos Saudável e Grupos de Gerenciamentos do Stress”, enaltece a supervisora do Centro de promoção da Saúde do Trabalhador, Kênia Chechetto Motta De Farias.

- PUBLICIDADE -

Durante o sábado pela manhã, os estabelecimentos da rua Tiradentes também estarão participando com algumas ações promocionais.

Vacinação contra a gripe segue sendo realizada

A Campanha de vacinação no Sesi de Criciúma teve início no dia 3 de abril e seguirá até junho, aproximadamente, ou enquanto houver demanda para a vacina. “Além do Dia V de Vacinação que será no próximo sábado, o Sesi de Criciúma mantém a vacinação em pessoas a partir dos 6 meses de idade, trabalhadores das indústrias seus dependentes e comunidade em geral”, explica Kênia.

A vacinação está ocorrendo nas indústrias que fizeram a adesão via site, e, no Centro de Promoção da Saúde do Trabalhador das 8h às 19h, de segunda a sexta.  “Além das gestantes, crianças que nunca receberam a vacina contra a gripe deverão apresentar a prescrição médica. Todas as crianças deverão apresentar a carteira de vacinação. Em geral para atendimentos é necessário apresentar RG e CPF”, esclarece, Kênia.

A vacinação previne a Gripe (vírus influenza tipo A e B), reduzindo, portanto, o número de casos e  as complicações causadas pela doença, impactando assim na otimização da saúde e diminuição do absenteísmo e presenteísmo. “Só há restrição em casos de alergia aos componentes da vacina, alergia relacionada ao ovo de galinha, pessoas com doenças febris (igual ou maior a 38,5ºC) e pessoas com ocorrência prévia da *Síndrome de Guillain Barré”, afirma Kênia.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.