Protesto é realizado em frente ao Hospital São José

O protesto iniciou ainda na manhã desta terça-feira, 29, e segue até às 13h30min

Foto: Assessoria Sindisaúde
- PUBLICIDADE -

O Sindisaúde de Criciúma, juntamente com o Movimento Sindical Sul, realizam na manhã desta terça-feira, 29, ate às 13h30min, um protesto reivindicando direitos trabalhistas em frente à antiga entrada do Pronto Socorro do Hospital São José.

Foto: Assessoria Sindisaúde

O principal objetivo do protesto são as reclamações que os trabalhadores do hospital vêm realizando com o sindicato, referente às demissões sem justa causa que a administração do hospital tem realizado. Também o assédio moral aos trabalhadores, problemas de saúde dos funcionários entre outras reclamações.

- PUBLICIDADE -

Segundo o presidente do Sindisaúde de Criciúma, João Martins, já foram feitas várias reuniões com a administração do hospital sobre as denúncias. “Tivemos um encontro no mês passado e expomos para a diretoria sobre as reclamações que tínhamos recebidos. Pensamos que iria resolver, porém as denúncias continuaram e ontem tivemos outra reunião. Sem sucesso, iniciamos hoje esse protesto”, explica.

As denúncias são feitas de forma anônima no sindicato e apesar das reclamações dos trabalhadores, pouco se tem mudado. “Quase 87% da categoria são mulheres. Elas chegam chorando aqui. E outros tantos funcionários acabam tendo problemas psicológicos devido às más condições que tem trabalhado”, frisa o Martins.

Foto: Assessoria Sindisaúde

Aproveitando o protesto, o Sindisaúde está realizando uma pesquisa de satisfação da administração do hospital e perguntando se já sofreram algum assédio moral ou outro problema dentro do hospital.

“Também estamos alertando os trabalhadores sobre a mudança das regras trabalhistas que entrarão em vigor em novembro, pois diversos diretos serão perdidos”, pontua o presidente.

Atos como esse já foram realizados pelo sindicato, no Hospital Materno Infantil Santa Catarina e no Hospital Regional de Araranguá.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Vitor Netto/Especial DN
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.